Hérnia Inguinal

Protuberância na região da virilha causada por uma parte do intestino que se projeta através de um ponto mais fraco do músculo abd

Sobre a doença

A hérnia inguinal é uma protuberância que surge na região da virilha, mais frequente em homens, que geralmente se deve a uma parte do intestino que se projeta através de um ponto mais fraco dos músculos abdominais.

Existem 2 tipos de hérnia inguinal, são eles: hérnia inguinal direta e hérnia inguinal indireta. A direta é mais comum nos idosos e está relacionada aos esforços e a hernia indireta é mais comum nas crianças e nos jovens. Para ambas, o tratamento deve ser cirúrgico. 

Sintomas

- Protuberância ou inchaço na região inguinal e - Pode haver dor ou desconforto na região ao levantar-se, curvar-se ou levantar peso. A hérnia inguinal pode estar presente no indivíduo desde bebê, mas não apresentar sintomas na infância. O médico clínico geral poderá diagnosticar a hérnia inguinal através da observação e da palpação da região.
Sintomas

Cirurgia

A cirurgia para hérnia inguinal é a melhor forma de tratamento, sendo indicada quando ela apresenta sintomas. A cirurgia é realizada sob anestesia local ou raquidiana e dura cerca de 2 horas. Em alguns casos o médico poderá colocar uma espécie de "rede" no local para evitar que a hérnia reapareça. A recuperação é relativamente rápida, mas o indivíduo deverá ter alguns cuidados como: - Evitar esticar o trono até a completa cicatrização da ferida; - Evitar fazer esforços; - Não dormir de barriga para baixo; - Aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras, para evitar o esforço para evacuar; - Não dirigir por pelo menos 1 mês.

Encarceramento

A hérnia inguinal encarcerada é aquela de difícil reposicionamento manual, podendo causar complicações como a necrose do tecido, e por isso ela deve ser tratada adequadamente, o mais rápido possível. Ela é mais frequente nos bebês e nas crianças e gera sintomas como: - Vômito, - Distensão abdominal; - Ausência de fezes; - Inchaço da região inguinal. Seu tratamento consiste na realização de uma cirurgia. Após a cirurgia o médico poderá indicar a toma de um analgésico para combater as dores.